Animais de Poder

“Deve ficar bastante claro que seu animal de poder já existe,
pelo menos em potencial, dentro do seu interior.”
Namua Rahesha

Para o Xamanismo, tudo tem vida e está carregado de poder e sabedoria. Somos todos parte de uma única rede de conexão, entrelaçados por energia e conectados por saberes que quando observados, estudados e sentidos de perto, podem transformar, para o bem ou para o mal, toda a natureza. Assim, o Xamanismo vê e vive o sagrado em todas as formas de vida. Uma dessas forças é a dos Animais de Poder.

Em seu livro “O Homem e Seus Símbolos”, C.G. Jung nos conta que entre os povos antigos existia a crença de que a alma não representa uma unidade, pelo contrário, além da alma própria, o homem possui uma outra alma, que pode ser a de um animal. A ligação com essa alma animal é tão profunda que chega-se a ter suas características, suas sabedorias e também as limitações. Perder a alma significava então a desconexão com essa essência, com o todo que existe dentro e fora de nós, gerando doenças físicas e psíquicas.

Trazendo para os dias de hoje, podemos dizer que os Animais de Poder são um símbolo ou arquétipo de representação de uma força ou energia espiritual que leva suas características aos homens, sendo seu lado mais instintivo, menos racional, numa ligação espiritual que transcende tempo e espaço. Estes aliados nos auxiliam no desenvolvimento de qualidades, intuição e alertam para perigos que podem surgir ao longo do caminho, tornando-se medicina pessoal e caminho para desenvolvimento e sabedoria, quando estamos dispostos a seguir suas lições. Mesmos os aspectos negativos dos animais são pontos de observação que ajudam no desenvolvimento e crescimento do ser humano.

Na visão Xamânica o homem possui pelo menos um animal de poder ou Totem. Este animal será o guia e guardião em viagens espirituais, emprestará seus talentos para ajudar no enfrentamento de qualquer problema e sua medicina para que obtenha a cura necessária. Essa força e poder podem ser acessados neste mundo também.

Invocar a força desse animal, ou seja, convidar sua sabedoria para estar próxima, permite que o homem compartilhe de seus conhecimentos e cura. Contudo, esse processo deve ser feito com grande respeito, humildade e honra, lembrando que é o homem que precisa de suas forças e não o contrário. Estudar os aspectos dos Animais de Poder leva a um profundo conhecimento de si e a uma interação plena com a natureza.

Estes Animais estão sempre dispostos a ajudar e a manter essa conexão direta com o homem, porém podem se afastar caso sintam que não são honrados. Desenvolver um relacionamento com o animal é essencial para que se possa acessar sua medicina. Podem também, ainda que sem intenção, atrapalhar o homem quando, no intuito de proteger e evitar dores, bloqueiam o caminho da evolução. O contato, a honra e a conversa com o Animal de Poder pode ajudar a desbloquear o caminho e a usar de forma positiva essa proteção.

Todo e qualquer animal pode ser de poder, apesar de alguns autores descartarem os domesticados, que já vivem a serviço do homem, perdendo sua capacidade selvagem. No Xamanismo, os animais são classificados segundo os quatro elementos, podendo haver variações:

Animais aquáticos, anfíbios Elemento Água
Répteis Elemento Terra
Pássaros Elemento Ar
Mamíferos Elemento Fogo

Na Roda de Medicina Xamânica dos nativos norte-americanos são apresentadas as direções cardeais relacionadas às estações do ano, cores e poderes que cada uma possui:

Direção Animal Elemento Cor Estação
Leste Águia Ar Amarelo Primavera
Sul Coiote Fogo Vermelho Verão
Oeste Urso Água Preto Outono
Norte Búfalo Terra Branco Inverno

Existem diversas formas de honrar e sentir a força do Animal de Poder: dança, canto, invocação através de poemas, oferendas, meditações e toque de tambor. Cada pessoa deve sentir qual a melhor maneira de estabelecer essa conexão.O encontro com o Animal de Poder é feito através de jornadas xamânicas. Aquele que busca o animal de poder não pode se enganar, é o animal que o escolhe. Durante a jornada, deve-se prestar atenção aos animais que podem aparecer. Um deles se destacará, fará algo para chamar atenção e deixará que a pessoa o toque. A partir desse momento, é necessário que seja feito contato constante com o Animal de Poder para estabelecer relacionamento e tê-lo como guardião e protetor.

Os Animais de Poder são companheiros para toda vida, que protegem, curam, promovem crescimento espiritual e maior conexão com as forças e o poder da natureza.

REFERÊNCIAS:

ARTESE, Léo, O espirito animal: descubra seu animal guardião. São Paulo, Editora Roca, 2001.

__________, O vôo da águia: Desperte o poder que adormece em você, 2ª Edição, São Paulo, Editora Roka, 1996.

HUTYMANY, Dario, Manual de cura e sabedoria Xamã através dos animais de poder, 1ª Edição, São Paulo, 2014.

JUNG, Carl Gustav, O homem e seus símbolos, 2ª ed. especial. Rio de Janeiro, Editora Nova Edição, 2008.

SOLAR, Suryavan, Os aliados de poder: Xamanismo Ancestral, 2ª edição. São Paulo, Gran Sol Editora, 2004.

https:// www.shamanlinks.net/shaman-info/the-spirit-world/power-animals/

http://www.xamanismo.com.br/espirito-animal-poder/